Sedação consciente no Atelier do Sorriso São Rafael

Gloria Pimenta 20140804 © Philippe Zoggia-

Segundo os profissionais da Odontologia, o medo é um dos principais obstáculos para o atendimento seguro dentro dos consultórios. No entanto, algumas técnicas inovadoras tem se mostrado bastante eficientes para um tratamento odontológico de sucesso. Uma das práticas utilizadas para facilitar o tratamento dos pacientes chamados odontofóbicos, ou seja, aqueles que têm pânico de dentista, é a sedação pelo nariz com óxido nitroso (N2O) e oxigênio (O2). Adquirida recentemente pelo Atelier do Sorriso São Rafael, clínica de alto padrão com sede em João Pessoa, a técnica vem se mostrando cada vez mais eficaz para o controle de comportamento desses pacientes.

Também chamado de gás do riso ou hilariante, o óxido nitroso é uma sedação consciente em que o produto age relaxando o paciente sem que ele perca a consciência. Segundo a cirurgiã-dentista Glória Pimenta (foto), integrante do corpo clínico do Atelier do Sorriso São Rafael, a técnica é uma forma eficiente e simples, destinada a eliminar o medo e a ansiedade do paciente odontofóbico. “Durante a sedação, normalmente o paciente não dorme e reage a estímulos. Ele sente apenas um distanciamento do ambiente, acompanhado de uma sensação de bem-estar e tranquilidade agradável durante a inalação”, explica a profissional.

Uma das vantagens é a segurança. O volume da aplicação controlado pelo dentista permite que o paciente restabeleça suas condições de consciência normal imediatamente após a finalização do procedimento. “A sedação consciente é segura desde que a técnica seja respeitada e que o profissional seja capacitado, dispondo de um consultório preparado”, lembra.

Para a cirurgiã-dentista, a técnica chegou para facilitar o tratamento nos pacientes mais ansiosos e com traumas adquiridos anteriormente. Com isso, os profissionais conseguem realizar os procedimentos com calma, critério e cautela. “O uso desse gás pode ser utilizado para tratamento rotineiro de pacientes odontopediátricos e é eficaz também para pacientes com pânico e fobias, alergias, e doenças crônicas, doença renal e cardiopatas”, orienta.

A cirurgiã-dentista confirma que qualquer paciente com estado de saúde geral estável pode ser submetido ao processo de sedação consciente. De acordo com ela, a técnica é contraindicada, por exemplo, para pacientes com infecções respiratórias agudas, pacientes psicóticos, grávidas, entre outras. Segundo ela, também deve haver precaução no caso de pacientes resfriados ou com sinusite, com dificuldade de comunicação, obstrução do trato respiratório anterior ou intestinal.

Como funciona – A técnica consiste na inalação de uma mistura de gases (N2O/O2) com propriedades sedativas e analgésicas, por meio de uma máscara nasal conectada a um moderno dispositivo que controla a concentração de óxido nitroso de, no máximo, 70%. Esses dois gases saem dos cilindros, e a proporção da mistura é controlada pelo próprio dentista. Após ser inalado, alcança os pulmões e chega à corrente sanguínea, atingindo o sistema nervoso central, aumentando a tolerância à dor dentro de 5 minutos. A ação do óxido nitroso é no córtex cerebral, região que controla o medo, a autocensura e a ansiedade, levando ao relaxamento.

Na Europa e nos Estados Unidos, o uso do gás do riso é comum. No Brasil, ainda ocorre de forma tímida e são poucas as clínicas que possuem aparelhagem, assim como são poucos os dentistas que utilizam a ferramenta. O uso do óxido nitroso foi regulamentado no país pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO) em 2004 e o manuseio do equipamento só pode ser feito por profissionais que possuem habilitação.

Fonte:INTEGRATIVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *