Projeto Limpa Praia Abrajet-PB é discutido durante reunião da entidade

Limpa Praia

O projeto Limpa Praia Abrajet-PB,  idealizado pela Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo da Paraíba, foi discutido durante reunião da entidade, no Salão Nobre do hotel Tambaú, na noite da última segunda-feira (23).

Confira o projeto e se integre a essa ação que tem como principal objetivo conscientizar a população, órgãos públicos e privados, turistas e sociedade civil da importância de se manter as nossas praias limpas com mares próprios para o banho.

 

 

Projeto Limpa Praia Abrajet-PB

Por um planeta mais limpo

Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo da Paraíba – Abrajet-PB

 

 

Data: 01 de março, sábado- maré:  preia-mar: 5:15baixa-mar:  11:15

Saída: hotel Sapucaia, em Tambaú

Chegada: Centro de Turismo e Lazer Sesc Cabo Branco

Hora da saída: 07h30

Hora prevista da chegada: 10h30

 

O Limpa Praia Abrajet-PB, projeto idealizado pela Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo da Paraíba- Abrajet-PB, tem como objetivo alertar a população e turistas para a necessidade de não se jogar lixo em nossas praias. Nossa entidade, que tem como missão divulgar e repercutir o turismo paraibano, além de cobrar ações que beneficiem o turismo em todo o Estado da Paraíba, acredita que é imperativo se ter uma política ambiental que valorize o turismo sustentável. Desta maneira, lançamos esse projeto que tem como meta principal alertar à população que, principalmente, circula e frequenta a orla paraibana, para toda a problemática do lixo urbano em nossas praias.

 

Nesse projeto, nós que somos formadores de opinião, procuraremos dar um exemplo de cidadania, ecologia e educação ambiental, pois quanto maior for à consciência socioambiental, menores serão os prejuízos causados ao ecossistema.

Durante todo o trajeto, que terá cerca de dois quilômetros, teremos uma comissão de frente levando um banner com a marca do projeto Limpa Praia Abrajet-PB, além dos logos de nossos parceiros. Munidos com sacos reciclados, vamos promover uma verdadeira varredura nas praias do Cabo Branco e Tambaú.

Alertaremos ainda para a necessidade de um melhor sistema de limpeza de nossas praias por parte da Prefeitura. Na orla da capital paraibana, constatamos que existe um programa de limpeza com um trator que, além de limpar precariamente as praias, provoca um dano muito grande aos pequenos habitantes de nossas areias, as conhecidas Maria Farinhas. Elas, que são verdadeiras limpadoras de nossas areias, pois se alimentam de conchas, traíras, e detritos orgânicos, se são encontradas em grande quantidade é uma indicação que a praia é considerada limpa.

Outra problemática deixada pelo lixo urbano é a presença dos famigerados caramujos africanos, que se alimentam praticamente de tudo o que encontram pela frente: papelão, restos de comida, folhas, frutas e outros caramujos. Eles, que são hermafroditas e vetores de doenças como a angiostrongilose abdominal, que provoca perfuração intestinal, são fartamente encontrados em nossas areias, principalmente entre as plantas nativas e rasteiras.

Outro fator que contribui para o desaparecimento das Marias Farinhas é a grande quantidade de pombos que mora nas redondezas de nossas praias. Além de se alimentarem desses pequenos animais, os pombos ainda deixam seus dejetos nas areias. Esses dejetos, são, comprovadamente, transmissoras de várias doenças.

Munidos de câmaras fotográficas, vamos registrar, também, galerias de água que possam estar depositando resíduos com esgotos sanitários em nossas praias.

O legado desse projeto piloto é deixar registrado na memória do paraibano e visitante que uma das saídas para um mundo melhor, menos poluído, mais saudável e com praias limpas e, consequentemente, águas dos mares despoluídas, é não deixar seu lixo na praia. O lixo que cada pessoa produz não é para ser dividido com ninguém. O lixo é de quem o produz e deve ser descartado da maneira correta: colocando-o num depósito de lixo ou levando-o para uma empresa de reciclagem.

Ao final da caminhada ecológica, vamos colocar o lixo recolhido num círculo demarcado e inaugurar o “Primeiro Museu Simbólico de Lixo de Praia a Céu Aberto do Planeta”.

Na mesma ocasião, vamos  convidar artistas para, a partir do lixo recolhido, fazer obras de arte. O escultor Jurandir Maciel, que foi o artista escolhido para fazer o Troféu Waldemar Duarte, já aceitou fazer parte do projeto. O Troféu Waldemar Duarte é uma premiação que a Abrajet-PB entrega anualmente aos melhores do turismo de cada ano.

 

Foto: Os jornalistas abrajeteanos Georgina Luna, Thereza Madalena, Ricardo Castro, Messina Palmeira, Romero Rodrigues, Ruth Avelino, Genésio Gomes, Abelardo Jurema, Rosa Aguiar, além de Fabiano Vidal, que fez a foto, estão empenhados para que o projeto Limpa Praia Abrajet-PB seja sucesso total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *