Monteiro realiza 8º Festival Zabé da Loca

Evento será de sexta (24) a domingo (26) e contará com shows da cultura popular, além de visita à rota turística Cariri Cultural

A cidade de Monteiro, no Cariri paraibano, será palco de mais um evento que estimula o empreendedorismo cultural. É o 8º Festival de Cultura Popular do Cariri Zabé da Loca, que mostrará, desta sexta-feira (24) a domingo (26), atrações da cultura popular, como violeiros e declamadores, e shows com bandas da Paraíba. O evento homenageia o cantor e compositor Carlos Antônio Bezerra da Silva, o Totonho, natural da cidade, que fará show na sexta-feira, na Praça João Pessoa.

Conforme a gerente do Sebrae em Monteiro, Madalena Arruda, o momento é das instituições que promovem a cultura e os empreendedores que trabalham para o setor se unirem para mostrar o que a cidade tem de melhor em produtos e serviços. O Festival Zabé da Loca está se consagrando como uma vitrine de projetos artísticos autorais e de reconhecimento aos poetas e músicos populares.

“Nós acreditamos que o evento só agrega benefícios à cidade, com essa mostra artística tão rica para o município, valorizando artistas locais. O Sebrae sempre apoiou e continuará apoiando a arte e a cultura como forma de promover a história do lugar, do Cariri paraibano, terra de muitos poetas e cantadores, e de estimular mais um setor produtivo. Vamos promover Zabé da Loca, Espedito de Mocinha e João de Amélia, além de outros que recebem o visitante com paixão”, falou Madalena.

Ela acrescentou que, também como forma de desenvolver a região, o Sebrae irá realizar no dia 4 de abril o Seminário de Economia Criativa, com palestra de Karina Zapata, consultora de Desenvolvimento Cultural do IADH (Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano).

A programação do Festival tem atrações locais como a banda de Monteiro, Pife Perfumado, que dá continuidade ao trabalho da mestre Zabé da Loca, mostrando instrumentos de sopros do Cariri. Em 2016, o evento homenageou o poeta popular Espedito de Mocinha, que também participará do evento este ano. A realização do Festival é da secretaria municipal de Cultura, prefeitura de Monteiro, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e Sebrae Paraíba.

Totonho – Compositor, produtor e cantor, Totonho nasceu em 1964 na cidade de Monteiro. Foi vendedor de buchada de bode e assistiu a muitas cantorias de repentistas da região. Com nove anos de idade, Totonho montou a banda Os Renegados, que tocava com guitarra, bateria e outros instrumentos de lata. Em 1982 foi para João Pessoa e fundou o Musiclube da Paraíba, cooperativa de compositores por onde passaram Chico César e os irmãos Pedro Osmar e Paulo Ró, entre outros.

Seu primeiro registro fonográfico saiu em 2001, fruto de parceria com a Trama, importante gravadora da época. Em 2005, lançou o segundo CD, Sabotador de Satélite, pela gravadora de mesmo nome. Participou de duas coletâneas internacionais da Nova Música Brasileira, selo Toten França, e o coletivo Hip Hop do Mundo, selo África Mundi/U.S., produzida pelo americano Malvin Gibson. Já fez shows pela Ucrânia, Londres, Bélgica, França, Guatemala, Portugal e Rússia, além de estar nos palcos de vários estados do Brasil.

Programação

Sexta-feira (24)

Praça João Pessoa

21h – Maracagrande (Maracatu Campina Grande);

22h – Totonho e os Cabras – Participação de Dejinha de Monteiro e Os Fulanos;

23h – Cabruêra;

Sábado (25)

Feira Central (Beco da Oi)

8h – João de Amélia – música;

9h – Beato Vicente – teatro;

10h – Mazurca (coco de roda);

11h – Afonso Pequeno e Lázaro Pessoa – violeiros;

Praça João Pessoa

21h – Escurinho (JP);

22h – Sandra Belê (Zabelê);

23h – Pife Perfumado (Monteiro);

Domingo (26)

7h – Visita à Rota do Cariri Cultural – “Entre Pedras e Veredas”

(saída da Praça João Pessoa e chegada por volta das 14h).

Serviço

Evento: 8º Festival de Cultura Popular do Cariri Zabé da Loca

Data: sexta-feira (24) ao domingo (26)

Hora: a partir das 19h

Local: Praça João Pessoa, centro, Monteiro-PB

Quem é Zabé da Loca:

Isabel Marques da Silva, conhecida popularmente com Zabé da Loca e que neste ano de 2017 completou 93 anos, é uma tocadora de pífano pernambucana. Aos 16 anos veio morar no município de Monteiro, Cariri paraibano.

Isabel ficou conhecida com o nome de Zabé da Loca por conta de ter morado numa loca (espécie de gruta) na Serra do Tungão, região rural de Monteiro, durante cerca de 25 anos.

Aos sete anos aprendeu a tocar pífano com o irmão Aristides e nunca mais parou com o ofício. Já casada e muito pobre, trabalhava na roça levando os filhos. Na labuta diária, cavava um buraco no chão, sempre embaixo de uma árvore, e fazia uma espécie de berço para abrigar os pequenos.

Zabé, que já dividiu o palco com grandes nomes do cenário musical brasileiro, vive atualmente na comunidade do Tungão, em  Monteiro, distante 322 quilômetros de João Pessoa.

A loca de Zabé está preservada e quem desejar pode fazer uma visita ao local.

Da Redação com Assessoria

Créditos: Reprodução / WEB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *